Titanic - O Filme: Filmagens do Titanic

Filmagens do Titanic

As cenas modernas da expedição de Lovett foram filmadas no Akademik Mstislav Keldysh em julho de 1996. As filmagens principais começaram em setembro de 1996 no recém-construído Fox Baja Studios. O convés da popa foi construído sobre grande dobradiça que poderia ir de 0° até 90° em poucos segundos como o navio o fez durante o naufrágio. Pela segurança dos dublês, muitos dos objetos foram feitos de borracha. Em 15 de novembro, as cenas do embarque começaram a serem filmadas. Cameron escolheu construir seu RMS Titanic no lado estibordo já que estudos climáticos mostraram que o vento soprava de norte para sul, o que fazia a fumaça das chaminés seguir para a popa. Isso criou um problema para filmar as cenas da saída de Southampton, já que o verdadeiro navio ficou atracado pelo lado bombordo. Quaisquer escritura e objeto de cena tiveram de ser revertidos, e se alguém andasse para a direita no roteiro, ela deveria andar para a esquerda nas filmagens.

Na pós-produção o filme foi invertido para sua posição correta. O próprio Cameron desenhou todos os desenhos de Jack, incluindo o de Rose nua para a cena que ele acredita ser o pano de fundo para a repressão. "Sabemos o que significa para ela, a liberdade que ela deve estar sentindo. É meio emocionante por isso", disse ele. As cenas de nudez foram as primeiras que Leonardo DiCaprio e Kate Winslet gravaram juntos. "Não foi por qualquer tipo de planejamento, apesar de que eu poderia ter planejado melhor. Havia um nervosismo, uma energia e uma hesitação neles", disse Cameron, "Eles ensaiaram juntos, porém não haviam filmado nada juntos. Se eu pudesse escolher, provavelmente teria colocado mais adiante nas gravações". O diretor disse que ele e sua equipe "estavam procurando por algo que filmar" porque o grande cenário do exterior do navio ainda não estava pronto. "Ele não ficou pronto durante meses, então estávamos lutando para tentar encontrar qualquer coisa que pudéssemos filmar para preencher o tempo". Depois de ver a cena no filme, Cameron achou que ela funcionou muito bem.

Entretanto, outras vezes as coisas não ocorreram tão bem. As filmagens foram uma árdua experiência que "cimentou a formidável reputação de Cameron de 'o homem mais assustador de Hollywood'. Ele ficou conhecido como um perfeccionista intransigente e cobrador" e um "gritador de 300 decibéis, um Capitão Bligh dos tempos modernos com um megafone e um walkie-talkie, descendo de um guindaste de 50 m na cara das pessoas".Winslet lascou um osso em seu cotovelo durante as gravações, também ficando preocupada em seu afogar no tanque que um dos cenários estava sendo afundado.

"Houve momentos em que eu genuinamente fiquei com medo de Jim [Cameron]. Jim tem um temperamento em que você não iria acreditar", disse a atriz. "'Que droga!' ele gritaria para um pobre membro da equipe, 'é exatamente isso que eu não queria!'".
Bill Paxton já era familiar a ética de trabalho de Cameron por já ter trabalhado anteriormente com o diretor, "Havia muitas pessoas no cenário. Jim não é um desses caras que tem o tempo para ganhar mentes e corações". A equipe achava que Cameron tinha um alterego perverso, o chamando de "Mij" (Jim escrito ao contrário). Em resposta as críticas, Cameron afirmou, "Fazer um filme é uma guerra. Uma grande batalha entre negócios e estética".

O cronograma de filmagens previa 138 dias de gravações, porém cresceu para 160. Muitos membros do elenco fiaram resfriados ou pegaram infiecções depois de ficarem horas na água fria, inlcuindo Winslet. No final, ela decidiu nunca mais trabalhar com Cameron novamente a menos que recebesse "muito dinheiro". Muitos outros deixaram a produção e três dublês quebraram algum osso, porém o Screen Actors Guild decidiu, após uma investigação, que não havia nada de inerentemente inseguro nos cenários. Apesar disso, DiCaprio falou que não houve nenhum momento em que ele se sentiu em perigo durante as filmagens. Cameron acreditava em uma ética de trabalho passional, e nunca se desculpou pelo modo que comanda suas gravações, apesar de ter reconhecido que: “ Sou exigente, e exijo de minha equipe. Sobre ser meio militarista, acho que há um elemento disso ao se lidar com centenas de figurantes, grandes logísticas e manter as pessoas seguras. Acredito que você precisa ter uma metodologia bem rigorosa ao lidar com um grande número de pessoas".

Os custos de filmagem de Titanic foram crescendo durante as filmagens, eventualmente chegando a US$ 200 milhões. Os executivos da Fox entraram em pânico, e sugeriram uma hora de cortes específicos do filme de três horas. Eles falaram que uma duração extendida signifcaria um número menor de exibições, dessa forma eles arrecadariam menos dinheiro apesar de longos épicos serem muito apreciados no Oscar. Cameron se recusou, dizendo a Foz, "Vocês querem cortar o meu filme? Vocês vão ter que me despedir! Vocês querem me despedir? Vocês terão que me matar!".

Os executivos não queriam começar novamente, porque isso significaria a perda de um investimento inteiro, porém também inicialmente rejeitaram a oferta de Cameron de abdicar sua parte nos lucros do filme; eles achavam que lucro era algo improvável.
O diretor explicou que abdicar sua parcela foi complexo, "... a versão curta é que o filme custa proporcionalmente muito mais que T2 e True Lies. Aqueles filmes arrecadaram sete ou oito por cento do orçamento original. Titanic também teve um orçamento alto, mais foi muito além", disse Cameron, "Como produtor e diretor, tomo responsabilidade pelo estúdio que está assinando os cheques, então eu o fiz menos doloroso para eles. Fiz isso em duas ocasiões diferentes. Não me forçaram a fazer; eles ficaram felizes por eu ter feito"
Página anterior Próxima página